A hipnose clínica é uma ferramenta que pode ajudá-lo a libertar-se de crenças enviesadas e sentimentos destrutivos. Através da hipnose podemos aceder à génese do problema, desbloqueando recalcamentos e limitações.

Esta técnica aplica-se em contexto terapêutico e permite-nos trabalhar de forma segura problemas de ajustamento como o luto, distúrbios de comportamento, fobias (medo de andar de avião, medo de espaços abertos), obsessões, compulsões, ansiedade, depressão, problemas sexuais, doenças psicossomáticas (sintomas físicos com origem psicológica) e permite controlar a dor (útil antes de intervenções cirúrgicas ou na preparação para o parto) e certos impulsos (tabagismo, tricolomania).

Numa sessão de hipnoterapia conduzimos o paciente a um estado de concentração tal que foca a sua atenção em si próprio, sem nunca fazer nada contra a sua vontade, mantendo-se sempre consciente.

A hipnose permite aceder a informações armazenadas e trabalhá-las de forma a que não interfiram com o quotidiano do paciente, ao trabalhar estas memórias dá-se a catarse, a libertação. Esta terapia permite obter resultados bem mais rápidos e eficazes, permitindo um maior auto-conhecimento e auto-controlo.

Se já tentou várias abordagens e ainda não consegue lidar com os seus problemas marque já uma consulta de hipnoterapia na Equilíbrio e Saúde em Estarreja.

Também dispomos de hipnose infantil destinada a crianças e adolescentes que tem como objectivos promover a concentração,foco, criatividade, autonomia, calma e tranquilidade.

Pode ajudar os mais pequenos a enfrentar os desafios do presente com maior segurança e determinação. A hipnoterapia facilita-lhes imenso a vida, por não terem a necessidade de verbalizar factos do passado ou factos que ainda não tem maturidade para descodificar e compreender.

A hipnoterapia tem resultados comprovados em problemas como défice de atenção e concentração, dificuldades de aprendizagem e gaguez, hiperatividade, dislexia, alterações comportamentais e de humor, depressão infantil, síndrome de abandono, síndrome de pensamento acelerado, tendência obsessiva compulsiva alimentar, entre outras.